INSTITUCIONAL ÁREA DO USUÁRIO TRANSPARÊNCIA Novos Pregões AGÊNCIA WEB

Assessoria Ambiental - Projetos.

06/08/07 16:11 - Thiago Diorio

Bacias Hidrográficas Jaguari, Atibaia e Piracicaba


Integrantes do Projeto Aquamiga visitam bacias hidrográficas do Rio Piracicaba com o objetivo de conhecer a atual situação dos rios e repassar os conhecimentos aos alunos.
 
 
Foi no dia 05 de julho a viagem para a região de Campinas, com o propósito de conhecer as bacias formadoras do Rio Piracicaba. O encontro foi em frente ao SEMAE com 42 professores nas áreas de ciências e geografia de Escolas Públicas e Estaduais de Piracicaba, integrantes do projeto AQUAMIGA. Às 7h40 o ônibus seguiu para seu destino.
 

 

 

 

1ª PARADA – RIBEIRÃO ANHUMAS

Foi inaugurada em Janeiro/2007 a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE do Ribeirão Anhumas que trata do esgoto, o mesmo é canalizado com interceptores que vão direto para a Estação de Tratamento de Esgoto, devolvendo água limpa para o rio. O ribeirão é poluído pelos efluentes domésticos e industriais.
 

 

 

2ª PARADA – RIO ATIBAIA

O Rio Atibaia e Jaguari se encontram em Americana e formam o Rio Piracicaba. Ambos são represados pelo Sistema Cantareira que transfere 31 m3 por segundo abastecendo metade da grande São Paulo, quase 10 milhões de habitantes, 90% do abastecimento de água da cidade de Campinas é feito através do Atibaia e 10% do Capivari, tudo que acontece no Rio Atibaia referente a tratamento de esgoto e água, reflete no Rio Piracicaba.

 

 

3ª PARADA – RIO PINHEIROS

Este rio abastece e atravessa a cidade de Valinhos, afluente direto do Rio Atibaia. Nos últimos 15 anos estava muito poluído. Há 2 anos está sendo tratado por uma estação de tratamento de esgoto localizada na cidade de Valinhos, financiada pela SANASA. De um ano para cá, a qualidade da água do Rio Pinheiros melhorou muito.

 

 

 

4ª PARADA - SANASA

Captação de água do Rio Atibaia para o 
abastecimento da cidade de Campinas.

 

 

 

 

 

5ª PARADA – RIO ATIBAIA

O Rio Atibaia está localizado na Rodovia Campinas – Jaguariúna, mais próximo da cidade de Jaguariúna, composto por bambuzais à sua margem, o que não protege totalmente o ambiente.

 

 

 

 6ª PARADA – RIO JAGUARI

É uma sub-bacia do Rio Piracicaba, sendo este rio tipicamente diferente por atravessar cidades que desenvolvem mais atividades agrícolas do que industriais, como as cidades de Amparo, Pedreira e Jaguariúna e em função disso a qualidade da água é melhor. O Rio Jaguari junta-se com o Atibaia em Americana.

 

 

 

 

 

 

7ª PARADA – RIO JAGUARI

Num ponto mais distante da cidade de Jaguariúna, margeado por mata ciliar a cor da água é translúcida, visualmente mais bonita e límpida.

 

 

 

 8ª PARADA – PRAIA DOS NAMORADOS

Localizada em Americana, represa o Rio Atibaia. Após o morro que é um divisor de águas, localiza-se o Rio Jaguari. Essa represa é longa e estreita, grande parte do esgoto decanta aqui e é muito poluída e rica em nitrogênio. A velocidade das águas das represas é menor que a velocidade das águas dos Rios.
 

 

 

 REPRESA DE SALTO GRANDE

Fica a 500 metros antes da junção dos Rios Atibaia e Jaguari, represa as águas do Rio Atibaia. As partículas de poluição vão para o fundo sedimentando e a poluição solúvel que é mais leve desce o rio. Visualmente o Rio Atibaia aparenta estar mais limpo após o seu represamento. O Rio Jaguari apresenta melhor qualidade de água do que o Rio Atibaia.

 

 

9ª PARADA – ENCONTRO DO RIO ATIBAIA E JAGUARI

O encontro desses dois rios na cidade de Americana, forma o Rio Piracicaba. A junção desses dois rios é positiva para o Rio Piracicaba, pois se fosse formado apenas pelo Rio Atibaia seria mais poluído, já que o Rio Atibaia passa por cidades com atividades industriais e o Jaguari passa por cidades de menor porte e apresenta uma melhor qualidade de água.

 

10ª PARADA – RIBEIRÃO QUILOMBO

Afluente do Rio Piracicaba, recebe efluentes da população de Americana e efluentes das indústrias têxteis.

 

 

 

 

 DEPOIMENTOS DOS PARTICIPANTES

A professora de ciências, Maria Silvia Poletti Figueiredo, da Escola Estadual "Professora Carolina Mendes Thame" do Bairro São Francisco em Piracicaba, informou que seus alunos participam com visitas monitoradas na Estação de Tratamento de Esgoto Piracicamirim, na Estação de Tratamento de Água – ETA 3 e no Museu da Água que pertencem ao SEMAE e leva para seus alunos o conhecimento nas áreas de ciências e geografia a idéia de Bacia Hidrográfica e das ações educativas locais que refletem na bacia como um todo. "O professor vai a campo junto com seus alunos numa fonte mais próxima a escola, neste caso, na Lagoa do Bairro Santa Rita, fazemos a coleta de água e o processo de análise que é realizado na escola e assim nós observamos o resultado final", explica a professora.

E continua dizendo que “o importante é que após o resultado da água coletada, que sendo positivo ou negativo, os alunos se conscientizam sobre o uso da água, contaminação e lixo jogado em local impróprio. É assim que os alunos se envolvem com o projeto AQUAMIGA.

Para o professor Andrei Guimarães Pinto, da Escola Estadual "Augusto Milega", situada no Bairro Campestre em Piracicaba os alunos saem do lugar comum, que é a sala de aula e criam outros horizontes, com isso se conscientizam da importância do uso racional da água.

 
 





SEMAE - Serviço Municipal de Água e Esgoto - Rua XV de Novembro, 2200 - Bairro Alto - Piracicaba - SP - CEP 13417-100
Fone: (19) 3403-9611 - Central de Atendimento: 0800 772 9611 ou 115 (24 horas) - www.semaepiracicaba.sp.gov.br